Amamentar – um presente da natureza humana, para a mãe e para o bebé

Decidir amamentar pode dar ao seu bebé o melhor início de vida e tem também inúmeros benefícios para si! O leite materno é o alimento ideal para o bebé, fornece uma nutrição exatamente harmonizada a cada bebé devido à sua capacidade de se adaptar a ele e às suas necessidades – é a mistura perfeita de vitaminas, gordura, proteína, fluidos e anticorpos. Mas a amamentação oferece muito mais que nutrição ideal, pois é um momento único de conexão, proximidade física e contacto visual que fortalece a ligação entre mãe e filho/a e oferece segurança ao bebé. 

 

Quais os benefícios da Amamentação…

 

PARA O BEBÉ:

– Proximidade e aquecimento corporal através do contacto pele a pele, que promove conceção emocional e segurança ao bebé;

– É fácil de digerir; 

– É totalmente personalizado às necessidades do bebé: garante todos os nutrientes e fluidos que o bebé necessita naquele momento. 

– Fornece anticorpos e protege o bebé de inúmeras doenças e infeções comuns durante esta fase de vida. A evidência sugere que amamentar protege também o bebé de desenvolver doenças futuras como diabetes, asma, eczema, doença cardiovascular, entre outras;

– Potencia o crescimento e desenvolvimento do bebé;

– Ajuda a estabelecer uma boa flora intestinal, fundamental para a saúde do bebé; 

– Tem um papel importante no desenvolvimento cognitivo. 

 

PARA A MÃE: 

– A produção de hormonas durante a amamentação promove o comportamento maternal e a fortalece os laços afetivos entre mãe e filho/a;

– Ajuda a que o útero regresse ao seu tamanho antes da gravidez mais rapidamente; 

– Pode ser um aliado na recuperação do corpo pós-parto, uma vez que as necessidades energéticas estão aumentadas para quem amamenta;

– Reduz o risco de cancro da mama e dos ovários;

– Reduz o risco de desenvolver osteoporose e doença cardiovascular; 

– Atrasa o regresso da menstruação para manter níveis de ferro adequados;

– É económico, não requer preparação e está sempre disponível; 

– Momento de relaxamento.

 

De uma forma geral, quanto mais tempo durar a amamentação, maiores e mais duradouros serão os seus benefícios. O leite materno fornece os nutrientes adequados durante os primeiros 6 meses de vida do bebé e deve ser mantido em exclusivo durante este período. Após os primeiros 6 meses a amamentação deverá ser mantida a par da alimentação complementar até pelo menos aos 2 anos de idade.   

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (WHO) a amamentação é uma das formas mais eficientes de garantir a saúde infantil. No entanto, cada 2 em 3 bebés não é amamentado em exclusivo até aos 6 meses. Se para algumas mães e bebés a amamentação acontece naturalmente e sem percalços, para outras/os o processo é mais difícil. Procurar informação durante a gravidez pode ser fundamental para estar preparada quando o momento chegar. É importante que todas as mulheres sejam apoiadas pelos profissionais de saúde que acompanham de perto este processo desde a maternidade e que continuem a ter acesso a ajuda especializada para garantir que tudo é feito para realizar o seu desejo de amamentar (ou continuar a amamentar). 

 

A mãe deve encontrar informação e apoio junto dos profissionais de saúde que a acompanham. Estes devem ter formação e saber como apoiar as famílias a amamentar: 

  • Debater a importância do aleitamento materno para a mãe e o bebé;
  • Informar sobre as formas de alimentar o bebé;
  • Incentivar o contacto pele-a-pele logo após o nascimento; 
  • Ajudar as mães a amamentar e colocar o bebé na posição correta; 
  • Durante a amamentação verificar a posição, a pega e a sucção; 
  • Ajudar as mães que têm problemas no aleitamento materno; 
  • Não sugerir a introdução de fórmula infantil sem uma razão sólida; 
  • Informar sobre o risco associado uso de tetinas e chupetas;
  • Garantir que a mãe e o bebé ficam juntos dia e noite;
  • Promover a livre-demanda e não limitar a amamentação a horários rígidos; 
  • Ajudar a mãe a reconhecer os sinais de fome do bebé; 
  • Orientar as mães para serviços e grupos de apoio à amamentação; 
  • Informar as mães que querem alimentar com fórmula de como o fazer de forma segura;

 

Decidir amamentar é o melhor para a saúde do bebé, no entanto mulheres que escolhem não o fazer ou deixam de amamentar não devem ser julgadas ou pressionadas. O apoio e informação devem ser garantidos a todas as mães independentemente da forma de aleitamento. 

 

World Health Organization. Breastfeeding. Disponível em: https://www.who.int/health-topics/breastfeeding#tab=tab_1

 

Healthy Children. American Academy of pediatrics. 2021. Why Breastfeed. Disponível em: https://www.healthychildren.org/English/ages-stages/baby/breastfeeding/Pages/Why-Breastfeed.aspx

 

Marta Gorgulho (3494NE)

Partilha este artigo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Para ficar na lista de espera basta preencher o formulário

Quero saber quando abre vaga!