fbpx

COMO ARMAZENAR ALIMENTOS NO FRIGORÍFICO

Saber como cada alimento deve ser armazenado é importante para evitar que amadureçam e apodreçam mais rápido do que os conseguimos consumir e assim evitar o desperdício alimentar.

A temperatura do frigorífico deve estar entre os 0°C e os 5°C, sendo a prateleira mais fria a que está acima das gavetas e a menos fria a prateleira superior. É importante não colocar os alimentos ainda quentes no frigorífico para a temperatura do mesmo não aumentar.

Nas gavetas devem ficar os vegetais e as frutas e de preferência separados (caso o frigorífico tenha duas gavetas). Isto porque as frutas libertam um gás – o etileno que favorece o amadurecimento e faz com que os vegetais se estraguem mais depressa quando estão juntos com a fruta.

Para não guardarmos vegetais com terra no frigorífico, devem ser primeiramente lavados ou submersos em água e depois de bem secos, guardados no frigorífico. A humidade, para além de propiciar a multiplicação de fungos e bactérias, faz com que as folhas murchem, daí a importância da secagem.  Pode secar delicadamente com panos e armazenar as folhas intercaladas com o papel de cozinha, numa caixa, não devendo ficar mais de 1 semana no frigorífico. Como o frio queima as folhas que são mais delicadas, o armazenamento deve ser sempre nas gavetas do frigorífico. 

Nota: A secagem não deve ser feita num secador de saladas se não for para consumir de imediato, para evitar que se danifique a parede celular que faz com que tenha menor durabilidade.

No caso das cenouras, por exemplo, a melhor forma de as armazenar por um mês é tirar a rama verde e armazená-las inteiras ou já cortadas dentro de uma caixa ou frasco com água no frigorífico. Essa água deve ser trocada de 5 em 5 dias ou se estiver turva. [Não desperdice a rama da cenoura! Utilize para fazer saladas, molhos, na sopa, ou para um caldo de legumes.]

 No entanto existem alguns vegetais que não devem ser guardados no frigorífico como o tomate, o pepino, a cebola e o alho (quando crus)! Algumas frutas antes de estarem abertas também não devem estar armazenadas no frigorífico como é o caso do melão, melancia, meloa, ananás, abacate, banana, maçã e laranja.

 

O armazenamento das proteínas cruas: carne, peixe, tofu, conservas e enlatados deve ser feito na prateleira inferior do frigorífico (imediatamente acima das gavetas), por um período de 1 dia (carne picada e peixe fresco) a 3 dias. As latas e conservas não devem ser guardadas no frigorífico, devendo os alimentos (salsichas, atum, etc.) ser transferidos para uma caixa ou frasco hermeticamente fechados.

 

Na(s) prateleira(s) intermédia(s) deves colocar os lacticínios (leite, iogurtes, queijos, manteiga), produtos de charcutaria (presunto, fiambre, mortadela…) e ovos. Caso não queiras ter os ovos no frigorífico, podes guardá-los na dispensa desde que não seja muito quente. Mas cuidado para não interromper a cadeia de frio! Caso os ovos já tenham estado no frio, é no frigorífico que devem ser armazenados e nunca na porta. Apesar de muitos frigoríficos virem com um porta ovos na porta, devido a abrirmos o frigorífico diversas vezes por dia, a porta é onde está menos frio e as flutuações de temperatura não são boas para os ovos.

 

Coloca antes na porta os sumos ou outras bebidas que não o leite, molhos (mostarda, ketchup, molho de tomate) e alguns frascos como por exemplo os das azeitonas, tremoços, tomate seco, picles, etc.

 

Na prateleira superior deve haver espaço para armazenares os alimentos prontos a comer e todas as sobras (alimentos já cozinhados).

Quanto às ervas aromáticas, as que já estão podres devem ser descartadas, as murchas utilizadas para molhos ou outras receitas em que sejam trituradas e as boas, em molho enroladas num pano ou papel de cozinha húmido. É necessário que estejam num recipiente que as proteja do frio, seja uma caixa de plástico ou um frasco de vidro com água (colocar com os pés das ervas aromáticas e cobrir com um saco de plástico) e na prateleira superior.

O manjericão é uma exceção porque murcha mais rapidamente no frigorífico, sendo preferível que fique na bancada da cozinha.

 

Existem alimentos que não devem ser armazenados no frigorífico, tais como:

 

  • Azeite: O frio faz o azeite condensar. Este deve ser armazenado num local fresco e sem luz (de preferência numa garrafa escura);
  • Pão: o frio faz com que seque e fique rijo mais rapidamente;
  • Batatas cruas: O frio provoca a conversão do amido em açúcar, tornando-as mais farinhentas;
  • Chocolate: para não ficar esbranquiçado como consequência da alteração do sabor e textura;
  • Café: Para além de perder sabor, absorve outros odores do frigorífico;
  • Cereais e bolachas: a humidade torna-os menos crocantes.

 

Texto elaborado por: Mariana Guerra (Nutricionista Estagiária à Ordem dos Nutricionistas, 3709NE)

Partilha este artigo:

Oferta eBook
Oferta eBook

Subscreve a nossa Newsletter e recebe este ebook totalmente gratuito

Pós-férias: 6 Passos de como regressar à rotina

Para ficar na lista de espera basta preencher o formulário

Quero saber quando abre vaga!